Veredito do volume 1 da 4 temporada de Stranger Things

27/05/2022 - POSTADO POR EM Séries
Post thumbnail

Depois de anos de espera, finalmente o volume 1 da quarta temporada de Stranger Things estreou na Netflix. Com episódios mais longos e novos personagens, a série que conquistou o coração dos fãs promete um final emocionante e cheio de aventuras. Confira agora o nosso veredito!

Leia também:

>>GUIA PARA A 4ª TEMPORADA DE STRANGER THINGS

História

Algum tempo depois dos acontecimentos no shopping, Hawkins não é mais a mesma, nem seus moradores. Os protagonistas agora estão no High School (algo semelhante ao ensino médio no Brasil) e acabaram se separando. Eleven (Millie Bobby Brown) e Will (Noah Schnapp) se mudam para Califórnia junto de Joyce (Winona Ryder), o que deixa a amizade com o restante do grupo um pouco abalada. Como se tudo isso não bastasse, um novo mosteiro volta a assombrar Hawkins após a morte de uma jovem.

O volume 1 da quarta temporada tem sete episódios com cerca de 1h15min de duração e, apesar de longo, o roteiro faz com que a história não seja nenhum pouco cansativa, pelo contrário. Quase não se sente o tempo passar, porque os acontecimentos são super interessantes e intrigam o espectador.

A narrativa volta a apelar para a emoção, já que é praticamente impossível não se preocupar com Eleven e querer o seu bem. Outra sacada genial do roteiro está nos momentos certeiros de alívio cômico, com piadas inteligentes, além do investimento pesado em elementos de terror. As referências dos anos 80 continuam presentes, principalmente nas conversas sobre filmes entre Stevie (Joe Keery) e Robin (Maya Hawke).

Imagem: Divulgação

Novos personagens

Uma das maiores preocupações quando são inseridos muitos personagens em uma história é como eles vão ser recebidos pelo público. Stranger Things realmente teve essa preocupação e, talvez por isso, soube fazer com maestria. Os principais destaques são Eddie (Joseph Quinn) e Argyle (Eduardo Franco), os quais vão além de meros coadjuvantes, mas tem um peso importante para a história.

Eddie está no último ano do ensino médio, é presidente do Hellfire, um clube dedicado ao jogo de RPG Dungeons and Dragons. Ele é o retrato do adolescente nerd dos anos 1980, é visto como o esquisitão, cabelo longo, bem estilo Van Halen, e guitarrista de uma banda de rock de amigos. Ele tem um jeitão com piadas inteligentes e irônicas.

Argyle é o completo oposto de Eddie. O também formando do ensino médio é relaxado, gosta de Reggae e não é nem um pouco nerd. Além disso, sua personalidade excêntrica conquista qualquer um por ser tranquilo e buscar de todas as formas se conectar com o universo. 

Imagem: Divulgação

Veredito

A quarta temporada de Stranger Things foi muito aguardada e os fãs ficaram bastante preocupados porque os atores cresceram e podiam perder aquela identidade que os conquistaram. Confesso que essa era a minha principal preocupação. No entanto, foi uma grata surpresa assistir os sete primeiros episódios, já que logo nos minutos iniciais já percebemos que os conflitos da adolescência estão ali de forma natural.

O roteiro conseguiu misturar mistério e terror com conflitos e os momentos assustadores da adolescência. Além disso, as referências utilizadas estão bem na cara, o que com certeza deixa os fãs mais velhos felizes, mas consegue apresentar uma década diferente para os espectadores.

Outro ponto acertado é como a trilha sonora foi utilizada. Dessa vez ela cumpre um papel fundamental na história, não podendo ser deixada de lado. Vale ressaltar também que as músicas escolhidas são ótimas e vale a pena conferir.

A montagem dos episódios também é outro aspecto interessante. Essa é uma temporada que recorre muito aos flashbacks e a forma como eles são apresentados é bem natural. Além disso, é importante mencionar que a montagem tenta deixar claro que os acontecimentos de cada personagem são concomitantes.

O único problema da série é a duração dos episódios. Talvez se 12 episódios com a metade da duração tivesse sido melhor.

PONTOS POSITIVOS:

  • Montagem
  • Roteiro
  • Referência
  • Trilha sonora

PONTO NEGATIVO:

  • Duração

Nota: 9.5