Guia para a 4ª temporada de Stranger Things

15/05/2022 - POSTADO POR EM Séries
Post thumbnail

Um dos maiores – e primeiro – grande sucesso da Netflix, Stranger Things está chegando em sua reta final com a estreia da 4ª temporada, já confirmada pela plataforma como a penúltima da série.

Os nove episódios serão divididos em duas partes: a primeira estará disponível a partir de 27 de maio e a segunda a partir de 1 de julho. 

Como o 3° ano da obra saiu há três anos, é natural que vários detalhes sejam esquecidos pelo público. Por isso, montamos um guia do que se pode esperar para esta nova temporada, também criada pelos Irmãos Duffer.

Todo final tem um começo

A frase acima tem sido usada nas publicidades da série e é citada também pelos roteiristas em carta aos fãs no Twitter. Aliás, os Duffer passaram semanas postando vários filmes que são referências de alguma maneira para essa nova temporada. Como a lista é enorme, deixamos aqui o link da thread criada por eles com todos os títulos

Há longas de todo tipo, então é difícil prever a partir disso qual o estilo que Stranger Things terá nesses episódios. Porém, o ator Finn Wolfhard, intérprete de Mike, já comparou em entrevista o novo ano com a saga Harry Potter (2001-2011), que adotou um tom mais sombrio em sua reta final. 

“À medida que esses filmes foram acontecendo, mais sombrios eles ficaram. É mais ou menos onde estamos agora. Inerentemente, fica mais sombrio a cada temporada. Fica mais engraçado, mais assustador, mais dramático”, disse o artista.

Do Demogorgon ao Devorador de Mentes, os vilões sobrenaturais da produção ao longo das temporadas vêm crescendo – de tamanho e de poder -, mas, dessa vez, a nova ameaça, Vecna, tem uma aparência humanóide ainda mais assustadora. 

No teaser “A Casa Creel”, é possível perceber que o local é o mesmo mostrado no Mundo Invertido no trailer principal, o que parece ser o lar de Vecna. Seria ele um humano que viveu nessa casa, onde ocorreu um crime agora investigado pelos protagonistas? 

Reencontros

Seis meses depois da destruição causada pela batalha contra o Devorador de Mentes, que levou à morte de Billy (Dacre Montgomery), irmão de Max (Sadie Sink), e, até então, do querido Hopper (David Harbour) – ainda vivo -, o grupo principal se desintegrou.

Eleven (Millie Bobby Brown), Will (Noah Schnapp), Jonathan (Charlie Heaton) e Joyce (Winona Ryder) se mudaram para a Califórnia, como mostrado no teaser abaixo, e buscam adaptação à nova vida, assim como seus amigos em Hawkins

Enquanto na temporada passada o romance entre Mike e Eleven foi muito abordado, a distância entre ambos deve contribuir para acompanharmos o crescimento dos adolescentes em outros contextos.  

A investigação sobre a prisão soviética na qual Hopper está também será um ponto importante, prometendo uma subtrama com Joyce e Murray (Brett Gelman) de muita ação. 

Na cena pós-créditos da 3ª temporada, vimos um Demogorgon em cativeiro soviético, atestando que o portal aparentemente não foi fechado, ou o monstro foi criado/trazido de outra forma. Qual será a ligação disso com a prisão de Hopper?

O trailer mostra um homem desconhecido “convocando” Eleven para a guerra. Não se sabe qual e contra quem, mas a jovem perdeu seus poderes desde o final da última temporada. Qual papel ela terá a partir de agora e isolada de seus amigos?

São várias questões que aos poucos terão esclarecimentos ao longo dos nove episódios. Observando seus títulos, dá até para traçar rotas da história, chegando ao mistério do “pai” de Eleven e do que estava realmente ocorrendo no laboratório de Hawkins.

Nomes dos episódios da 4ª temporada

  • Capítulo um: O Clube
  • Capítulo dois: A Maldição de Vecna
  • Capítulo três: O Monstro e a Super-Heroína
  • Capítulo quatro: Querido Billy
  • Capítulo cinco: Projeto Nina
  • Capítulo seis: Mergulho
  • Capítulo sete: O Massacre no Laboratório de Hawkins
  • Capítulo oito: Papai
  • Capítulo nove: O Plano de Onze

As expectativas para o ano 4 de Stranger Things estão altíssimas, considerando que o custo para a temporada foi de cerca de U$ 270 milhões de dólares. A média por episódio é de U$ 30 mi, valor  superior a, por exemplo, os capítulos finais de Game of Thrones (2011-2019) e de outras séries da Marvel. Vamos ver se esse dinheiro foi suficiente para uma das principais marcas da Netflix.

Imagem: Divulgação