Veredito de Triangle Strategy

26/03/2022 - POSTADO POR EM Jogos
Post thumbnail

Quando ganhou o seu primeiro trailer em 2019, Triangle Strategy chamou atenção dos amantes de RPG tático por diversos fatores, principalmente devido a semelhança com Octopath Traveler (2018). Agora, já disponível para o Nintendo Switch, tivemos a oportunidade de jogar essa nova narrativa fantástica construída pela Square Enix, em colaboração com a Artdink

Confira o nosso veredito!

Teste antes de comprar

Como todo bom brasileiro sabemos o quanto é caro comprar um jogo com preço cheio. Por isso, antes de qualquer coisa é importante testar e ver se o título lhe agrada. Na eShop do Nintendo Switch, você pode baixar uma demo e jogar até o capítulo 3. Nesta versão estão incluídos vários ajustes de jogabilidade e apresentações que foram solicitados em pesquisas de jogadores na versão demo inicial.

Dito isto, vamos para a parte que interessa, falar sobre o jogo.

História interessante 

Você gosta de Game of Thrones (2011 – 2019)? Então se liga, pois temos uma história medieval com reinos, personagens carismáticos e muita magia em Triangle Strategy. Na trama, assumimos o controle de Serenoa, herdeiro da Casa de Wolffort, que pertence ao Reino de Glenbrook. A premissa envolve um golpe de estado do arquiduque neste reino, o que provoca a fuga do príncipe Roland, e inicia uma disputa ao trono com interesses econômicos e militares. 

Assim como todo bom RPG, o título obriga que decisões sejam tomadas durante toda a jornada, criando batalhas e conflitos únicos. Cada decisão que você tomar reforçará uma das três convicções: benefício, moralidade e liberdade. Você pode jogar este título várias vezes para ver como outras escolhas afetam a aventura.

De modo geral, o jogo entrega uma narrativa sólida, na qual os personagens conseguem se desenvolver corretamente com um plano de fundo repleto de discussões políticas. A duração vai depender muito do seu estilo de jogo, mas não deve ser menos que 20 horas para concluir tudo. É importante ressaltar que o título se atem muito à história principal, oferecendo pouco ou quase nenhum conteúdo secundário. Uma falha grave para qualquer RPG.

Outro ponto baixo é a ausência da localização em português. Mais uma vez, a Square Enix pisa na bola ao dificultar o acesso ao jogo, que está disponível em inglês e espanhol. Infelizmente, muitos jogadores que não são fluentes nessas línguas podem acabar desistindo devido ao grande volume de diálogos e documentos ( é muito conteúdo mesmo). Bora resolver isso nos próximos títulos, né! 

Imagem: Divulgação

Gameplay divertido 

Independente do Reino, você vai encontrar grandes campos de batalha e inimigos desafiadores, exigindo estratégias brilhantes. A mecânica sempre será a mesma: posicionar bem os personagens, evitar armadilhas e derrotar todos. A dica para vencer é simples: use o terreno a seu favor, flanqueando os inimigos e obtendo vantagens. 

Ao longo do jogo, é possível recrutar mais de 20 personagens, cada um com suas próprias habilidades e estilo de combate. Infelizmente, não há uma variedade extensa de classes/jobs e nem são alternáveis, como acontece em Bravely Default 2 (2021). Você encontrará classes fixas como cavaleiro, caçador, arqueiro, guerreiro e mago. Além disso, a customização também é mínima. Não há como trocar nenhum equipamento (arco, machado etc), dando a possibilidade de mudança apenas no campo de acessórios. 

Em relação à exploração, o mundo de Triangle Strategy é bastante enxuto. Os cenários cumprem o papel de familiarização prévia dos campos de batalha, permitindo os jogadores a pensarem qual caminho devem adotar e quais locais são mais estratégicos para criar emboscadas. É incrível encurralar os adversários e lançar poderes que provocam incêndios e armadilhas. Sem dúvida alguma, o título buscou apostar na simplicidade do que criar algo mais inovador, como em Fire Emblem: Three Houses (2019). 

Imagem: Divulgação

Gráficos e Trilha Sonora 

O continente de Norzelia ganha vida com impressionantes gráficos HD-2D que combinam ambientes em 3D e efeitos modernos com personagens e detalhes em arte pixel. Tudo é bonito e enche os olhos, principalmente devido a elementos que remetem a jogos antigos. Sem falar que o título ainda apresenta uso extensivo de pós-processamento de imagem, como desfoque de profundidade de campo e Bloom. 

A trilha sonora não fica para trás. Conhecido no mundo dos animes, Akira Senju compôs músicas emocionantes que casam bem com os momentos de ápice da trama, garantindo sentimentos como raiva, amor e esperança. Podemos apenas bater palmas para esse espetáculo sonoro. 

Imagem: Divulgação

Veredito 

Triangle Strategy é sim um RPG para quem ama montar estratégias e superar desafios. Mesmo com ausência de localização em português, a Square Enix criou uma joia rara para o Nintendo Switch, com personagens cativantes, gameplay divertido e gráficos deslumbrantes. 

Imagem: Divulgação

Pontos positivos

  • História interessante
  • Personagens cativantes
  • Gameplay divertido

Pontos negativos

  • Sem localização em Português 
  • Conteúdo secundário fraco 
  • Customização dos personagens limitada demais

NOTA: 8