Análise de Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin

15/06/2024 - POSTADO POR afun cassino EM maniaco do cassino
Post thumbnail

Após conquistar os corações dos caçadores no PC e Nintendo Switch em 2021, Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin finalmente chega ao PlayStation 4, prometendo uma experiência ainda mais épica no console da Sony. Ambientado em um mundo vasto e dinâmico, o jogo oferece uma experiência de RPG por turnos repleta de ação e estratégia, onde os jogadores assumem o papel de Montadores em uma jornada para domar e lutar ao lado de Monsties.

Confira agora a nossa análise completa!

>> Análise de Monster Hunter Stories.

História

Em Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin, você assume o papel de um jovem descendente de uma linhagem de Montadores, cuja jornada começa ao lado de Ena, uma misteriosa Serperiana. Juntos, vocês embarcam em uma missão para proteger um ovo de Rathalos, uma criatura lendária com o potencial de trazer tanto destruição quanto salvação ao mundo. Esta jornada não apenas exige coragem e habilidade estratégica, mas também explorar profundamente os laços entre humanos e Monsties – criaturas que se tornam aliadas vitais ao longo da história.

Durante a aventura, você encontrará personagens carismático, desvendará segredos antigos e enfrentará desafios que testarão suas habilidades. A narrativa é rica em temas de amizade, responsabilidade e o equilíbrio frágil entre a humanidade e a natureza selvagem do mundo de Monster Hunter. Cada decisão molda o destino não apenas do protagonista, mas também o destino do mundo que eles juram proteger.

Enquanto Monster Hunter Stories 1 enfatiza a jornada pessoal e o crescimento através da exploração e descoberta, Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin eleva a narrativa com uma trama mais complexa que se estende por 40 horas de gameplay (e está localizada em português).

Imagem de Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin

Jogabilidade

A maior evolução de Monster Hunter Stories 2 reside na profundidade das mecânicas de batalha. Agora, os combates são mais estratégicos, com um sistema de movimentos e habilidades que exigem planejamento tático. Os jogadores podem escolher entre diferentes tipos de ataques e técnicas, explorando as fraquezas elementares dos monstros inimigos para obter vantagem. Além disso, a introdução de habilidades especiais dos Monsties e a capacidade de montá-los em batalha adicionam camadas adicionais de estratégia e dinamismo aos confrontos.

Em termos de exploração, o jogo oferece um mundo mais expansivo e interativo. Os jogadores podem explorar áreas variadas, cada uma repleta de recursos e criaturas únicas para descobrir e capturar. A coleta de materiais é essencial para a criação de equipamentos, poções e outros itens essenciais para fortalecer seu grupo e enfrentar desafios mais difíceis.

A customização de equipamentos e a progressão dos personagens também receberam aprimoramentos significativos. Os jogadores podem personalizar tanto o protagonista quanto seus Monsties com uma variedade de armas, armaduras e acessórios. Além disso, o sistema de progressão permite o desenvolvimento de habilidades específicas que se alinham com diferentes estilos de jogo, proporcionando uma experiência mais personalizada e envolvente.

Em comparação com Monster Hunter Stories 1, a evolução é notável. O primeiro jogo já introduziu a mecânica única de montar Monsties e explorar um mundo vibrante, mas a sequência aprimora essas ideias com mais profundidade, complexidade e fluidez. Os sistemas de batalha e exploração foram refinados para oferecer uma experiência mais robusta e satisfatória, enquanto a narrativa continua a ser o coração da experiência, enriquecendo a conexão emocional com os personagens e o mundo ao redor.

Imagem de Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin

Gráficos e Trilha Sonora

O lançamento para o PlayStation 4 trouxe melhorias importantes nos gráficos de Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin. Os modelos de personagens e Monsties agora são mais detalhados, as texturas estão mais nítidas e há uma maior fidelidade visual em geral. Essas melhorias fazem com que os ambientes variados e exuberantes do jogo ganhem vida com profundidade e realismo, aproveitando ao máximo a capacidade do hardware.

Além disso, os donos de PlayStation 4 podem desfrutar de uma resolução aprimorada e suporte para HDR (High Dynamic Range), o que resulta em cores mais vibrantes e um maior contraste entre áreas iluminadas e escuras. Esses avanços contribuem para enriquecer ainda mais a experiência visual, tornando cada cenário e batalha ainda mais impactantes e imersivos.

A trilha sonora complementa perfeitamente a jornada dos jogadores. Em comparação com Monster Hunter Stories 1, a trilha sonora de Wings of Ruin evoluiu significativamente, oferecendo uma gama mais ampla de estilos musicais e uma maior sofisticação nas composições. A música não apenas acompanha a narrativa e as emoções dos personagens, mas também enriquece a experiência geral do jogador, tornando cada momento memorável e impactante.

Imagem de Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin

Veredito

Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin é uma excelente opção para os fãs de RPG por turnos e da série, combinando uma narrativa envolvente e jogabilidade estratégica refinada. Comparado ao Monster Hunter Stories 1, o segundo título não só expande as mecânicas introduzidas anteriormente, como também oferece uma experiência mais rica e satisfatória. Os gráficos no PlayStation 4 são mais detalhados, as animações são mais fluidas e a variedade de Monsties e ambientes é maior. A trilha sonora também evoluiu, proporcionando uma atmosfera mais emocionante para a jornada.

Pontos Positivos:

  • Narrativa complexa e profunda.
  • Jogabilidade estratégica.
  • Gráficos aprimorados.
  • Trilha sonora memorável.

Pontos Negativos:

  • Curva de aprendizado.
  • Repetitividade em longo prazo.

Nota: 8.8 / 10