Veredito de Pássaro e Serpente

19/07/2022 - POSTADO POR EM HQs/Livros
Post thumbnail

Pássaro e Serpente é o livro de estreia da autora estadunidense Shelby Mahurin, que chegou ao número 2 na lista dos mais vendidos New York Times. Em 2021, a Editora Galera trouxe para o Brasil a obra que dá início a uma fantástica trilogia, e nós do Roteiro Nerd viemos dar o nosso veredito sobre o livro.

Caça às Bruxas

“- Por aqui – murmurei, guiando-a escada abaixo. Com cuidado para não a tocar.- Para a masmorra.

Ela me fitou com alarme.

– Masmorra?”.

Pág. 139

Louise, ou Lou, é uma bruxa muito habilidosa, tanto na arte de furtar, como de manter seu segredo muito bem escondido. Ela, com a ajuda de sua melhor amiga, Coco, estão em busca de um anel muito poderoso para ajudar em sua magia, mas elas acabam sendo descobertas pelo Capitão da Guarda e Caçador de Bruxas, Reid Diggory, enquanto tentavam fugir da mansão após o roubo.

Com seu rosto e nomes descobertos, a jovem busca uma forma de ocultar sua presença mais ainda, até que, após um grande mal entendido, ela acaba não apenas caindo nos braços do Capitão, mas também sendo obrigada a se casar com ele.

Unidos pelo tremendo desgosto, Reid a leva para dentro do prédio em que os caçadores do reino ficam, liderados pelo Bispo que tem como principal e único objetivo, eliminar qualquer e todas as bruxas que forem descobertas. Agora Lou está literalmente entre a cruz e a espada, tendo que se equilibrar entre morrer na fogueira ou pela espada de seu clã, enquanto tenta não se aproximar de seu próprio marido.

Magia e Espada

“- Está bem.- ela levantou a mão aos meus cabelos para tirar flocos de neve que tinham se acumulado ali, alisando as rugas de expressão entre minhas sobrancelhas no caminho.- Vou me abster de usar a palavra rabo. Satisfeito?”

Pág. 267

O livro é narrado em primeira pessoa, tendo seu discurso dividido entre os protagonistas Lo e Reid, o que deixa a história bem mais complexa e rica, podendo aprender mais sobre o mundo dos dois cada vez mais, além da densidade dos personagens.

Outro ponto positivo do livro está justamente em seus personagens secundários, utilizados de forma inteligente e sendo necessários para a narrativa, não deixando nenhum com ponta solta ou como descartável.

Contudo, o livro peca quando se trata de aplicação de magia, deixando quem lê confuso sobre como elas funcionam ou até mesmo como as bruxas podem ser caçadas, focando muito no cheiro da magia, mas de forma pouco aprofundada nos demais aspectos. As cenas de força bruta passam a ser melhor descritas e são mais fáceis de assimilar.

Veredito

“- O rei não será o único afetado. Dezenas de pessoas morrerão…

– Como os filhos dele?”

Pág. 408

A história se inicia de forma lenta, mas nem por isso é algo negativo. O ritmo da narrativa vai aumentando gradativamente, utilizando até um pouco de clichês em determinados momentos (mesmo que seja uma ficção fantástica), mas que dá muito certo.

Com um humor na dosagem certa, representatividade de sexualidade e gênero bem aplicados, a autora conseguiu ser moderna dentro de um mundo quase medieval. Além disso, há uma reviravolta muito boa na história, mesmo que talvez seja pouco original.

Pássaro e Serpente está disponível em todas as livrarias do país, assim como seus dois demais livros, Mel e Sangue e Monstros e Deuses, todos publicados pela Editora Galera no Brasil. Vale muito a pena a leitura para aqueles que desejam se jogar em um mundo de fantasia, magia, romance e aventura.

Pontos Positivos

  • Personagens bem estruturados
  • Narrativa em primeira pessoa
  • Ritmo progressivo

Ponto Negativo

  • Aplicação e explicação de magia fraca

Nota: 9