Veredito de Moonage Daydream

15/09/2022 - POSTADO POR EM Filmes
Post thumbnail

Chegou aos cinemas brasileiros o documentário musical Moonage Daydream que conta um pouco da vida e obra de David Bowie. O título é dirigido e roteirizado por Brett Morgen. Conferimos a produção e vamos contar nossas impressões.

Nada comum

David Bowie é conhecido mundialmente por ser um ícone da música, cinema, teatro e moda. O documentário se concentra em mostrar o que se passava na cabeça inquieta do artista que se reinventou durante toda a sua carreira, além de contar um pouco da vida do britânico admirado em todo mundo.

O filme é algo completamente diferente do esperado e combina exatamente com a personalidade de Bowie. A montagem é feita a partir de declarações de David em entrevistas, intercaladas por clipes e também por imagens de suas outras obras, tais como pinturas e interpretação.

A grande verdade é que Moonage Daydream é um experimento artístico fazendo jus a quem era David Bowie. Nada da vida do artista pode ser considerado comum ou dentro da zona de conforto, assim como é a produção que, ao longo das suas pouco mais de duas horas de duração, tenta mostrar um milésimo de como funcionava sua cabeça, seu processo criativo.

Imagem de divulgação de Moonage Daydream

Quem foi David Bowie?

Nascido em Brixton em 1947, Bowie chamou atenção do mundo em 1969 ao lançar a música Space Oddity e seguiu nos anos seguintes chamando atenção não só do público, mas também da crítica especializada em arte.

Seu visual também atraia os olhares e admiração do público, já que era algo nunca visto antes. Bowie tinha um “look” andrógeno e evitava a todo custo se definir ou colocar dentro de caixinhas. Além disso, ele criou um personagem chamado Ziggy Stardust, o qual tinha características de um ser de outro planeta.

David também atuou em alguns filmes, destacando principalmente o longa Labirinto: A Magia do Tempo (1986), o qual ele interpretava um andrógeno rei dos goblins. Em 2015, o artista foi diagnosticado com um câncer no fígado que o levou à morte em 2016, dois dias depois de completar 69 anos.  

Imagem de divulgação de Moonage Daydream

Veredito

Moonage Daydream é um documentário completamente diferente do que existe. Sua montagem chama atenção por conseguir costurar muito bem entrevistas, vídeos e clipes para contar um pouco da história e da carreira de Bowie.

As escolhas do roteiro são acertadas, não entrando em assuntos polêmicos ou muito pessoais, mas apenas aquilo que realmente importa: suas contribuições para o mundo artístico

As músicas escolhidas para o documentário representam muito bem cada fase de David, sendo algumas mostradas em performance dele. Quanto à fotografia, é impossível não ficar maravilhado com a beleza das cenas mostradas, o que ajuda ainda mais a imergir no título. Com certeza essa é uma produção que está na vanguarda do gênero e deve ser lembrada na temporada de premiações.

Pontos positivos:

  • Montagem
  • Fotografia
  • Roteiro

Pontos negativos:

  • Poderia ter mais alguns sucessos do cantor

NOTA: 10