Lista: 5 motivos para assistir Relatos do Mundo

19/02/2021 - POSTADO POR EM Filmes

Relatos do Mundo chegou foi lançado pela Netflix na última semana estrelando Tom Hanks e a jovem alemã Helena Zengel em um drama pós-Guerra Civil no Velho Oeste dos EUA. Se está em dúvida sobre qual filme escolher para o fim de semana, listamos aqui cinco motivos para você assistir o novo longa faroeste.

1 – 1º faroeste de Tom Hanks

O renomado ator ganhou destaque pelos dramas em que trabalha, expondo seu talento em interpretações icônicas no cinema estadunidense. Porém, Hanks nunca havia feito um filme do sub gênero Faroeste e não decepcionou: como Capitão Kidd, vive de ler notícias de jornais por pequenas cidades, vagando sozinho para espalhar as novidades àqueles em que elas não chegam.

Imagem: Divulgação

2 – Tom Hanks? Conheço não…

Protagonista junto ao ator, Helena Zengel revelou em entrevista ao The New York Times que não sabia quem era Hanks antes de ser escalada para seu papel em Relatos do Mundo.

“Acho que já vi O Código da Vinci antes, mas não sabia quem ele era. Pensei que fosse um ator qualquer”, disse a atriz de apenas 12 anos, a mais jovem a vencer o prêmio de Melhor Atriz no Lolas, a maior premiação do cinema alemão, por seu papel em System Crasher em 2020.

Imagem: Divulgação

3 – Elementos da Trilogia Bourne

A obra é adaptada do livro homônimo de Paulette Jiles por Paul Greengrass, diretor dos últimos três filmes da Saga Jason Bourne e de Capitão Phillips, em que trabalhou com Hanks.

Os elementos de ação, marcas do cinema de Greengrass, estão presentes em poucas cenas de Relatos do Mundo, mas são o suficiente para relembrar o bom domínio que o diretor tem do gênero, tanto em pequena quanto em larga escala, ampliado pelos desertos do Oeste dos EUA.

Imagem: Divulgação

4 – Idioma como desafio

Zengel interpreta Johanna, ou Cicada, seu nome em Kiowa, idioma da tribo indígena representada no filme, nômades que vagavam pelos desertos do Sul norte-americano. Para o papel, a atriz precisou aprender o idioma usado na maioria de suas falas. A língua Kiowa, inclusive, corre risco de desaparecer pelo pouco uso e ensino atual no país.

A atuação de Zengel rendeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme Dramático.

Imagem: Divulgação

5 – Indígenas não são vilões

Nos faroestes dos meados do século passado, a figura dos indígenas era representada nos longas como a de selvagens perigosos que atacavam a qualquer momento quem invadisse suas terras.

Relatos do Mundo foge desse enquadramento preconceituoso e coloca os povos tradicionais como, inclusive, uma espécie de deus ex-machina na reta final do filme, ajudando os protagonistas em sua jornada para achar um lar para a órfã Johanna. Uma atualização necessária e que engrandece a história.

Imagem: Divulgação