Veredito de Burn the Witch

23/10/2020 - POSTADO POR EM Animes / Mangás
Post thumbnail

O novo anime da Crunchyroll, Burn the Witch, é uma curta produção de apenas três episódios baseada no mangá do autor e ilustrador Tite Kubo, também responsável por Bleach. A obra inicialmente foi publicada em 2018 na Shounen Jump Semanal como uma one shot, e deveria conter apenas um capítulo, mas em agosto deste ano foi lançado seu primeiro volume completo e logo em seguida prometido uma continuação.

O Roteiro Nerd já falou um pouco sobre a produção na lista de animes de outono que vão para o site da Crunchy, confira aqui. Agora nós assistimos a adaptação, veja agora quais foram as nossas impressões.

A outra Londres

A história do anime se passa na capital da Inglaterra, mas em duas realidades paralelas. Temos a sociedade normal, em que todos vivemos, chamada de Londres Frontal, e temos a Londres Reversa, que é ocupada por dragões. O foco está em duas bruxas, que trabalham para um grupo de controle dessas criaturas, Noel Niihashi e Ninny Spangcole. Mesmo sendo uma dupla perfeita, ela não poderiam ser mais diferentes, uma busca fama e a outra, dinheiro.

Nesse impasse, elas são obrigadas a cuidar de Balgo Parks, um rapaz que tem uma misteriosa relação com as criaturas aladas. Ele está sempre acompanhado por um dragão negro, chamado Osushi, que possuiu o corpo do seu fofo cãozinho peludo, e que ainda é apaixonado por Noel.

Essa proteção passa a existir perante a ordem do supervisor de ambas, Billy Banx Jr, quase que simultaneamente com o conhecimento do alto escalão do grupo de controle a respeito do rapaz, que envia Bruno Bangnyfe para conter a situação. Contudo, nada sai como o esperado quando Macy Baljure, uma antiga companheira de Ninny na Londres Frontal aparece na Londres Reversa carregando um dragão.

Imagem: Divulgação

O universo do mangá

A one shot é muito importante para dar uma introdução ao anime de Burn the Witch. Muitas informações preliminares são dadas com base nesse capítulo, que se passa um mês antes na linha temporal do anime (e do volume do mangá).

Porém, os produtores conseguiram fazer disso um efeito positivo a quem não havia ainda tomado conhecimento do mangá. Além disso há a surpresa de que a história é contada no mesmo universo de Bleach, causando um encontro com outro título do autor. Título este que tem previsão de retomada para uma nova temporada em 2021, após oito anos desde a última.

Outra questão que se deve estar ciente na linha temporal de Burn the Witch é que ela se passa dois anos APÓS o final de Bleach. O controle de danos de dragões se chama Wing Bind (Ligação de Casa, em tradução livre), uma divisão ocidental da Soul Society (Sociedade das Almas), já conhecida pelos fãs do anime.

Imagem: Divulgação

Veredito

Porque o anime é curto, ele também pode ser imaginado como um filme ou um OVA, mas a verdade é que Burn The Witch é uma história bastante original e intrigante que deixa quem a assiste querendo mais, o que é uma ótima aposta para todos os envolvidos na produção.

Os personagens são bem desenvolvidos e carismáticos, o roteiro tem uma base sólida e conta com desfechos interessantes, apesar de se utilizar de inícios bastante populares, além de ter uma ótima animação. Assim, está tudo bem encaminhado para continuar se desenvolvendo em um futuro próximo, se esse for mesmo o intuito do seu criador.

Pontos positivos

  • Personagens bem desenvolvidos
  • Originalidade
  • Carisma
  • Trilha Sonora

Pontos negativos

  • Necessidade da leitura prévia do mangá

NOTA: 9