Veredito da 1ª temporada de Classroom of The Elite

24/07/2022 - POSTADO POR EM Animes / Mangás
Post thumbnail

Classroom of The Elite ou Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu, é um anime de 2017, baseado na light novel de Shogo Kinugasa e ilustrada por Shunsaku Tomose. Uma versão mangá, por Yuyu Ichino, passou a ser publicada dentro da Monthly Comic Alive, desde 2016.

O anime ficou em hiatus por diversos anos, até retornar este ano com a segunda temporada para dar continuidade à história. Enquanto a primeira temporada da animação está disponível na Crunchyroll completa, a segunda está em lançamento semanal, também no streaming.

Para você que tem interesse em começar o anime, vamos falar agora o nosso veredito da primeira temporada. Acompanhe.

O que é mal?

A história de Classroom of The Elite se passa, principalmente, dentro do prestigiado Colégio Metropolitano de Desenvolvimento Avançado de Tóquio, uma escola criada pelo governo que promete uma aceitação de 100% no mercado de trabalho e assertividade na vida. Superficialmente parece utópico, e os estudantes que lá ingressam vivem uma liberdade refrescante ao início.

Ao fazerem o exame de admissão, os estudantes são rankeados e divididos em quatro turmas, de A ao D. Eles recebem um total de 100.000 pontos para serem gastos como quiserem, já que tudo dentro do limite possível pode ser adquirido com eles, e esse valor será depositado todo mês. Até que um dia os alunos da turma D entram em desespero por não terem seus pontos renovados, e logo eles percebem o motivo.

Os pontos são depositados mediante as suas ações na escola. Fatores como notas, faltas, atrasos e outros podem retirar essa pontuação. Como parte da sala mais problemática da escola, cabe aos alunos da turma D arcarem com as consequências de seus atos, tendo que trabalhar em conjunto para melhorar seu ranking.

Por trás de todo esse enredo, há um Conselho Estudantil manipulativo, estudantes gananciosos, e o misterioso Kiyotaka Ayanokouji, um estudante que parece não querer nada mais além de viver uma comum vida de colegial, mesmo que para isso ele precise ajudar a teimosa Suzune Horikita a chegar ao topo.

Imagem: Divulgação

O inferno são as pessoas

Classroom of The Elite é um anime, acima de tudo, inteligente. Mesmo que, em tese, ele tenha um objetivo bem simples: o protagonista misterioso quer tirar o foco dele para viver uma vida tranquila, e para isso, outra pessoa precisa ficar nos holofotes.

Ayanokouji é o narrador dos episódios, e ele parece um personagem acima de tudo, apático, mas dono de uma inteligência que ele tenta esconder a todo custo. E próximo a ele está Suzune Horikita, que tem como objetivo chegar a turma A para que possa orgulhar seu irmão mais velho, mas que não consegue fazer amigos de forma tão natural.

Os dois têm algumas coisas em comum, e assim, nasce um entendimento mútuo: para que possam viver seus objetivos, eles precisam fazer que a turma acompanhe. E parece que vai ser o maior obstáculo, mesmo que confiança não seja sua maior aliada.

Jogos mentais estão acima de qualquer desafio físico, e a escola parece se alimentar disso. Enquanto somos apresentados a uma trama lenta, com regras que beiram a moral e ética, a narrativa vai se complicando cada vez mais, o que a torna cativante. Os personagens secundários da história também são muito bem estruturados, sempre apontado que nem tudo é o que se vê, e apesar de nem tudo ser uma surpresa, você acaba entendendo o papel dele.

Imagem: Divulgação

Veredito

Citações em Latim ilustraram cada episódio do anime, que em sua primeira temporada possui apenas 12 episódios e uma média de 25 minutos. Cada episódio é necessário para compreender um pouco mais da trama.

É necessário apontar que, por conta da lentidão da trama, talvez o ritmo do anime desagrade a alguns. Mas é importante ressaltar que Classroom of The Elite é uma obra voltada para quem gosta de estratégias e raciocínios lógicos, por isso, há esse diferencial na sua narrativa, além de uma qualidade de animação.

Ponto positivos

  • Narrativa cativante
  • Personagens bem estruturados
  • Roteiro rico em detalhes
  • Qualidade em animação

Pontos negativos

  • Ritmo lento

NOTA: 9