Lista: Ranking dos melhores episódios de Star Wars: Visions

16/05/2023 - POSTADO POR jogos de casino que paga EM esportes da sorte spaceman

A Disney+ reuniu alguns dos maiores estúdios de anime para construir uma série de curtas animados impressionante com novas abordagens estilísticas do universo de Star Wars, que sempre tem potencial para exploração. O resultado é Star Wars: Visions, uma antologia com distintas visões e histórias inéditas no universo da franquia. 

Listamos todos os episódios que retratam essas aventuras galácticas em um ranking para ajudar você a decidir quais dar prioridade – ou para que você compare a lista com seu ranking pessoal.

Com o lançamento da 2ª temporada em maio de 2023, nós atualizamos o ranking definitivo da produção, que agora conta com estilos distintos além de anime. Confira!

18º: Tatooine Rhapsody 

Mesmo com personagens icônicos da trilogia original (Boba Fett e Jabba), há pouco que se destaca aqui além das músicas. O fato de ser o único que não aborda tanto a questão da Força também o difere negativamente do restante.

Imagem: Divulgação

17°: Ladrões de Golak

O mais “preguiçoso” no quesito de animação da série. Parece que pegaram o esqueleto visual de personagens de Clone Wars de 2008 e importaram para uma nova história.

Esse estilo mais antigo quebra a regularidade gráfica ainda no meio da segunda temporada, marcando-o mais por ser a exceção do que pela trama de fuga de uma Jedi se autodescobrindo.

Imagem: Divulgação

16°: Nas Estrelas

Um dos poucos stop motions da série, o estilo do episódio remete ao filme Kubo e as Cordas Mágicas pela firmeza gráfica quase palpável e colorida.

Uma pena que uma das protagonistas seja tão irritante e com a pior dubladora dos 18 episódios, tornando qualquer diálogo seu um teste de paciência.

Imagem: Divulgação

15°: Eu sou sua Mãe

Do icônico estúdio Aardman Animation, criador de Wallace & Gromit, o capítulo é um dos mais leves da obra, com uma simples e direta história.

Sua qualidade final foi prejudicada pela menor duração dentre todos os episódios (apenas 14 minutos), faltando uma maior interação entre mãe e filha.

Imagem: Divulgação

14º: The Village Bride

Pela curta duração, quase nada se aproveita da “noiva” misteriosa e de sua forte relação com a Força

Imagem: Divulgação

13º: T0-B1

Um dos mais fofos e divertidos, se distingue pela estética infantil em meio a um tom pesado e uma resolução satisfatória. Outro que é prejudicado pela pequena duração. Valia a pena ver mais do droid Jedi.

Imagem: Divulgação

12º: The Elder

Promete muito pela tensão inicial e nos mostra uma boa luta Jedi x Sith, mas não passa disso.

Imagem: Divulgação

11°: A Dançarina Espiã

O traço semelhante à pintura manual fica em segundo plano pelo mistério de sua trama, explicado somente no final e de bom impacto. Um daqueles episódios que desperta o desejo de uma sequência para acompanhar melhor sua conclusão.

Imagem: Divulgação

10º: The Twins

Um dos mais interessantes visualmente. Apesar da estrutura batida dos gêmeos fortes com a Força, impressiona pela animação dinâmica de alto contraste.

Imagem: Divulgação

9º: Akakiri

Aproveita bem o pouco tempo para mostrar os ideais dos protagonistas e como a quebra deles no fim é motivo de choque. Um clássico exemplo de “vira-casaca” do universo de Star Wars.

Imagem: Divulgação

: Screecher’s Reach

Do mesmo estúdio que criou Wolfwalkers, a Cartoon Saloon desenvolve um conto de quase terror que impressiona pela personalidade de sua protagonista diante de uma ameaça tão obscura.

Imagem: Divulgação

7º: Lop & Ochō

O mais denso pela trama política da cidade. O drama familiar contribui para uma dura conclusão em um belo despertar de poder.

Imagem: Divulgação

6°: O Poço

O mais próximo do conflito de classes abordado em alguns momentos da franquia, o curta traz um pesado retrato de um grupo escravizado que precisa de ajuda popular contra o Império. Um conto de cortar o coração.

Imagem: Divulgação

5°: Sith

O episódio mais visualmente inventivo da segunda temporada integra os traços 2D e 3D de maneira leve e dinâmica. Podia bater de frente com os melhores episódios não fosse pela batalha final tão apressada.

Imagem: Divulgação

4º: The Ninth Jedi

Explora bem a frequente curiosidade de fãs da saga quanto ao cristais kyber, fonte de energia dos sabres de luz. Integra esse elemento perfeitamente a uma história rápida mas impactante em outro exemplo de um nascimento de uma Jedi.

Imagem: Divulgação

: Jornada à Cabeça Sombria

De fácil simpatia pelo traço de anime e pela trama mais clássica de uma missão Jedi com dois protagonistas que não se dão bem. Um dos poucos episódios que possui uma história de origem estabelecida com paciência e de um arco melhor fechado.

Imagem: Divulgação

: A Canção de Aau

O mais fofo por causa do stop motion com tantos detalhes no cenário montanhoso e pela protagonista tentando entender sua conexão com a Força e com os cristais de Kyber. Uma grata surpresa do estúdio sulafricano Triggerfish.

Imagem: Divulgação

1º: The Duel

O 1° episódio e o melhor visualmente. A mistura do 2D com 3D forma um estilo único, e transforma o velho vilarejo em campo de uma incrível batalha entre forças que não são necessariamente inimigas
De encher os olhos e uma homenagem aos filmes de samurai que inspiraram George Lucas na origem da saga. Mesmo com a segunda temporada cheia de acertos, ficou difícil tirá-lo do topo.

Imagem: Divulgação