Veredito de Um Lugar Silencioso – Parte II

09/07/2021 - POSTADO POR EM Filmes
Post thumbnail

Primeiro filme a bater a marca de 100 milhões de dólares de bilheteria na América do Norte durante a pandemia, a sequência do Um Lugar Silencioso, grande sucesso de 2018, enfim chegou aos cinemas após um atraso de um ano.

O terror/sci-fi de John Krasinski não surpreende, mas chega perto de manter o nível do original. Confira nosso veredito de Um Lugar Silencioso – Parte II.

Pós-tempestade 

A descoberta do ponto fraco dos monstros no fim do primeiro filme é seguida de outra revelação logo nos minutos iniciais da continuação: os seres sensíveis ao som vieram do espaço. Fato apresentado em uma das melhores cenas da franquia e que se passa antes do apocalipse.

Com o devido contexto exposto, o longa corta para o presente da família Abbot, em busca de um novo local seguro e agora com um recém-nascido. Ao reencontrar Emmet (Cillian Murphy), velho amigo de seu marido, Evelyn (Emily Blunt) busca paz para cuidar de seus filhos, enquanto Regan (Millicent Simmonds) deseja encontrar outros sobreviventes para ajudar com a descoberta da arma contra os aliens.

Imagem: Divulgação

Mais do mesmo

A estrutura da obra não diverge muito da primeira: dois núcleos de ação sendo trabalhados ao mesmo tempo, com o da mãe sendo em menor escala, tal qual o filme de 2018. 

Repetir o que deu certo antes não é defeito se conseguir manter o nível. O personagem de Murphy é um bom substituto ao de Krasinski, mas a conexão com Simmonds não é tão boa, o deslocando do núcleo familiar e perdendo a química do original.

A excelente mixagem de som continua sendo o ponto alto da franquia, ampliando a usabilidade dos elementos sonoros à trama a favor do suspense. Embora se torne previsível pela repetição, entretém pelas ferramentas bem manipuladas.

Imagem: Divulgação

Veredito

Um Lugar Silencioso – Parte II não surpreende nem no aspecto estilístico, nem no substancial. Desenvolve pouco o contexto pós-apocalipse e se interessa mais em replicar uma fórmula funcional em outra escala. 

A vindoura 3ª da franquia também não promete um grande diferencial, pelo menos no que foi estabelecido dessa vez. A impressão é de um desejo de garantia de sucesso na bilheteria. Justo, mas que pode desperdiçar um potencial enorme.

Pontos positivos

  • Nível técnico mantido

Pontos negativos

  • Previsibilidade pela repetição

NOTA: 6,5