Veredito de Predadores Assassinos

23/09/2019 - POSTADO POR EM Filmes

Depois do grande hype gerado em torno de It: Capítulo Dois, chega aos cinemas essa semana um suspense bem menos ambicioso e que consegue juntar o filme de desastre com o terror de animal assassino em uma mesma produção. Agora resta saber se essa mistura conseguiu funcionar, confira agora no nosso veredito.

Desastre premeditado

O filme começa com a apresentação da nossa protagonista, a nadadora Haley (Kaya Scodelario). Ela tem problemas com o seu exigente pai, mas quando a Flórida está para ser atingida por um imenso furacão e a sua irmã não consegue fazer contato com ela, cabe à jovem ir até a casa dele para procurá-lo. 

Acontece que o pai havia ficado preso no subsolo da sua antiga casa, Haley o encontra ferido e desacordado. O motivo não demora muito para aparecer: há um imenso crocodilo lá embaixo com eles e que os caça ao menor sinal de movimento. Com o furacão chegando no local, o porão sendo invadido por água e o predador voraz que está com eles, Haley vai ter que descobrir uma maneira de sair viva dessa situação.

Foto: Divulgação

Instinto selvagem

Esse é aquele típico filme em que você vê a situação ruim chegando. A garota resolve ir para uma área que está sendo evacuada, a chuva e os ventos já denunciam o perigo iminente e ela acaba se enfiando no subsolo de uma casa que nada mais é que um amontoado de lama, canos e coisas velhas, onde nem é possível ficar de pé. Então o momento em que o crocodilo ataca com aquela sua bocarra cheia de dentes afiados é uma coisa certa, mas que ainda consegue te assustar.

Esse é um ponto bastante positivo do filme, apesar de você ter ciência da presença dos crocodilos no recinto (sim, claro que eles vão ter que lidar com mais de um ou seria tudo mais fácil) e saber que eles vão atacar Haley e seu pai Dave (Barry Pepper), os sustos não são tão premeditados. A produção se vale quase que inteiramente dos jump scares para te assustar, porém de um jeito pouco óbvio. O que temos é constantemente um clima de tensão criado justamente pela situação de perigo constante em que os protagonistas se encontram, dessa maneira é mais difícil prever o momento exato em que o susto virá.

Foto: Divulgação

Ação desenfreada

Apesar de todo o clima de suspense, o filme é pautado bastante pela sua ação. Os personagens não ficam muito tempo parados, afinal eles precisam fazer algo para salvar suas vidas, então isso os põem em deslocamento quase constante. Em geral essas cenas foram bem filmadas, há bons movimentos de câmera e é uma ação convincente, apesar de alguns momentos em que o roteiro dá aquela ajuda para manter os protagonistas vivos.

A produção também consegue passar um realismo crível para a imagem dos crocodilos, ainda mais nas cenas em que eles estão dentro d’água e devem se mover mais rápido. Porém alguns momentos pecam ao deixar muito claro o uso da computação gráfica, como nas situações que os atores precisam interagir mais de perto com os animais, por exemplo, nos ataques. Isso te tira um pouco a atenção, mas nada que prejudica a sua experiência.

Foto: Divulgação

Veredito

Predadores Assassinos é um filme despretensioso e que consegue te convencer justamente por cumprir o que se propõe: entreter. A trama é focada na ação e no suspense, com um pouco de espaço para discutir a relação complicada entre Haley e o pai. Temos algumas cenas que discutem o relacionamento e mostram o passado da garota no mundo da natação, é basicamente esses dois pontos que dão força o suficiente para ela enfrentar a situação e Kaya consegue se sair bem no papel. A atriz é emocional o bastante para dar profundidade a uma personagem com um background simples.

Não é uma produção que vai chamar atenção pelo brilhantismo, mas consegue se sair bem por fazer o básico de maneira eficiente. A direção parece ser bem inspirada e a trilha é convincente para manter o suspense ativo a todo momento. Para quem está buscando um entretenimento simples e não se importa em levar alguns sustos, essa é uma boa pedida.

Pontos Negativos

  • Momentos com mau uso de computação gráfica e que soam falsos;
  • Soluções convenientes de roteiro para ajudar os personagens.

Pontos Positivos

  • Protagonistas básicos, porém bem interpretados pelos atores;
  • Bom uso de jump scares e manutenção constante do clima de suspense.

Nota: 7