Veredito da série Eu Nunca

10/05/2020 - POSTADO POR EM Séries

E vamos de Netflix acertando em mais uma produção? “Eu Nunca”, série adolescente lançada em abril, mostra uma garota indiana vivendo uma vida normal: ou o que ela passa a conhecer como normal. Amores, desencontros, brigas, morte e amizade. O que será que vem por aí?

É bom lembrar que “Eu Nunca” é inspirada em momentos reais da infância da atriz e comediante Mindy Kaling (a Nojinho, de Divertida Mente).

Enredo

Maitreyi Ramakrishnan vive Devi, uma adolescente indiana que mora nos EUA e quer viver como uma americana. Não se identifica com seus ancestrais e tudo o que mais quer é arranjar um namorado. 

Ao lado de Fabiola e Eleonor, duas amigas que também não fazem o típico estereótipo americano, Devi procura superar a morte repentina de seu pai – evento que a deixou com sérias sequelas físicas e emocionais. 

O que é mais importante para Devi é arranjar um namorado, ou perder a virgindade. Ela bola um plano com suas amigas e até pede a ajuda de sua psicóloga para conseguir. O alvo é Paxton (Darren Barnet), um descendente de japoneses que repetiu de ano e passou a estudar com Devi. 

Apaixonada e desesperada, ela faz uma proposta para ele e faz a escola toda acreditar que o garoto realmente está afim dela. O que pode dar errado?

Veredito

O que nos chamou a atenção nesta série, além da diversidade étnica do elenco, foi a pluralidade de temas. Poderia ser só mais uma série sobre uma adolescente fazendo besteira, mas escolheram fazer diferente. 

É divertida até certo ponto e emocionante, ao mesmo tempo. Entender que precisamos nos abrir com as pessoas e que não precisamos passar por tudo sozinhos é uma das lições que os personagens insistem em nos passar. 

É possível conhecer um pouco da cultura indiana fora de seu país, o que é bem legal! Devi participa de rituais, dá explicações sobre deuses e tenta mostrar a todos como ela é apenas uma garota normal, apesar de “carregar” consigo uma cultura diferente. 

Também foi escolha da série trabalhar temas como homossexualidade, relação entre pais e filhos e a escolha de uma carreira. 

Pontos positivos: 

  • Finalmente uma personagem mostra os problemas reais do início da vida sexual. Medo, tensão, depilação. 10/10
  • Com um toque de Bollywood, é tudo muito vivo e colorido. 10/10
  • Os diálogos são muito bem trabalhados 10/10
  • Problemas reais de pessoas reais 10/10

Pontos negativos:

  • A rivalidade entre Devi e sua prima me incomodou. Já não estamos cheias disso? 5/10
  • Como uma amizade de anos é abalada tão facilmente? Fabiola e Eleonor podiam ter sido menos horríveis. 7/10

Nota: 9