O que Capitã Marvel representa para o futuro do MCU

15/03/2019 - POSTADO POR EM Filmes E HQs/Livros
Post thumbnail

Capitã Marvel já pode ser considerado um sucesso, arrecadando US$455 milhões no seu fim de semana de estreia e se tornando a segunda melhor abertura mundial para um filme de super-herói, ficando atrás apenas de seu conterrâneo “Vingadores: Guerra Infinita” (2018). O que só prova para o estúdio que eles deveriam ter feito seu primeiro filme solo de uma heroína há muito tempo. Mas o que o longa significa para a próxima fase da Marvel? Vamos levantar aqui algumas hipóteses para o futuro da franquia.

Atenção, SPOILERS a seguir!

A derrota de Thanos

Quando o pager com o símbolo da Capitã Marvel apareceu na cena pós-créditos de “Vingadores: Guerra Infinita”, os fãs já ficaram enlouquecidos imaginando a heroína como aquela que iria ter o poder para finalmente derrotar Thanos. A própria Brie Larson e Kevin Feige, o presidente da Marvel Studios, já declararam a personagem como a mais poderosa do universo cinematográfico compartilhado, portanto é bem possível que ela tenha uma participação crucial no próximo filme da franquia.

A cena pós-créditos do longa da heroína já nos deu o primeiro gostinho de sua aparição em “Ultimato”. A sequência mostra os heróis que sobreviveram ao estalar de dedos de Thanos com o pager de Nick Fury mandando seu sinal de ajuda. Enquanto eles se perguntam sobre quem está recebendo esse sinal, Carol surge perguntando sobre o amigo desaparecido. O fato da heroína ter passado duas décadas longe da Terra justificaria um aumento exponencial de seus poderes, a tornando a pessoa ideal para causar uma derrota esmagadora no Titã Louco.

Foto: Divulgação

Invasão Secreta

Uma das grandes revelações de Capitã Marvel é mostrar que na verdade os Kree estavam manipulando Danvers para usar os seus poderes para aniquilar a raça dos Skrulls. Os alienígenas metamorfos não passavam de refugiados tentando encontrar um novo lar em segurança, mas que estavam sendo impedidos pelo ódio profundo de seus inimigos, mantendo-se em constante guerra por sobrevivência.

Algumas cenas do filme mostraram os Skrulls tomando forma de terráqueos e conseguindo inclusive se passar por agentes da S.H.I.E.L.D. Nas HQs uma minissérie chamada de “Invasão Secreta” mostrou os alienígenas metamorfos se infiltrando no governo, no exército e até mesmo entre super-heróis da Terra. Apesar de “Capitã Marvel” ter mostrado um lado bom dessa raça, isso não garante que todos eles têm intenções nobres e seria muito fácil alguns se instalarem em cargos estratégicos para arquitetar uma conquista planetária.

Foto: Divulgação

Monica Rambeau e Miss Marvel

O MCU já completou 10 anos e é natural que comecemos a ver alguns heróis se aposentando enquanto outros novos surgem. No longa de estreia de Carol Danvers fomos apresentados à melhor amiga da heroína Maria Rambeau (Lashana Lynch) e à sua filha Mônica, que nas HQ’s já chegou a usar o codinome de Capitã Marvel e atualmente é conhecida como Espectro, possuindo o poder de transformar o seu corpo em energia. Como o filme se passa nos anos 90, atualmente a garota já estaria em posição de se tornar uma super-heroína e se juntar ao Heróis Mais Poderosos da Terra.

Outra pessoa que estaria apta a se juntar ao time é a novata Kamala Khan, a Miss Marvel. Assumindo o antigo manto de Danvers nas HQs em 2013, a adolescente paquistanesa vive na cidade americana de Jersey e era uma fangirl dos Vingadores desde antes de ganhar os seus poderes por meio da névoa terrígena, uma substância mutante que ativa os poderes de pessoas que possuam gene inumano, uma classe de super-heróis dos quadrinhos. Ela poderia fazer parte de uma linha mais juvenil de filmes da Marvel, ao lado do Homem-Aranha de Tom Holland.

Foto: Divulgação