LISTA: Apostas para o Oscar 2018 – Parte 2

02/03/2018 - POSTADO POR e EM Filmes
Post thumbnail

Neste segundo e último bloco de candidatos, fazemos um apanhado dos concorrentes mais fortes nas categorias principais do Oscar – incluindo Melhor Filme. Confira a seguir nossas previsões para a premiação que  ocorre no próximo domingo (4), a partir das 22h. Lembrando que você também poderá acompanhar a cobertura pelas nossas redes sociais.

Melhor Filme Estrangeiro

Do mesmo diretor de “Leviathan”, que levou o Globo de Ouro em 2015, “Sem Amor” é um longa incisivo que exibe manifestações culturais da Rússia, ganhando destaque pelo seu tom mais pesado. Mesmo tratando da temática LGBT, “Uma Mulher Fantástica” perdeu força nas últimas semanas, dando chance para o vencedor da Palma de Ouro, “The Square – A Arte da Discórdia”, sair na dianteira com uma narrativa simples porém executada de forma ousada.

  • “O Insulto” (Líbano)
  • Sem Amor” (Rússia)
  • Uma Mulher Fantástica” (Chile)
  • The Square – A Arte da Discórdia” (Suécia)
  • Corpo e Alma” (Hungria)

Melhor Animação

Embora “Com Amor, Van Gogh” seja inovador e visualmente formidável, sendo feito por completo de pinturas, a influência da Pixar é imbatível. Em “Viva – A Vida é uma Festa”, finalmente a cultura latina é abordada, com uma história rica, tocante e, claro, músicas marcantes. Difícil de competir.

  • Com Amor, Van Gogh”
  • The Breadwinner”
  • O Poderoso Chefinho”
  • Viva – A Vida é uma Festa”
  • “O Touro Ferdinando

Melhor Atriz Coadjuvante

Antes do início das premiações, a favorita na categoria era Laurie Metcalf, pelo seu papel da mãe firme em “Lady Bird”. Porém, foi só o Globo de Ouro dar início à temporada que Allison Janney acumulou vitórias consecutivas e até agora levou o prêmio em todas as cerimônias televisionadas. Sua transformação na mãe exigente por trás da filha patinadora em “Eu, Tonya” tem conquistado os críticos e deve ser coroada aqui.

  • Octavia Spencer – “A Forma da Água”
  • Lesley Manville – “Trama Fantasma”
  • Mary J. Blige – “Mudbound – Lágrimas sobre o Mississipi”
  • Allison Janney – “I, Tonya”
  • Laurie Metcalf – “Lady Bird – A Hora de Voar”

Melhor Ator Coadjuvante

As categorias de atuação, neste ano, estão menos misteriosas. Em Ator Coadjuvante, Sam Rockwell já está com um pé e meio no palco da cerimônia, com um personagem explosivo e, até um certo ponto, clichê, mas que subverte as expectativas e entrega o melhor arco de “Três Anúncios Para um Crime”. Willem Dafoe merece menção por um trabalho simples porém sensível, fazendo um personagem que normalmente não veríamos em sua pele, em “Projeto Flórida”.

  • Willem Dafoe – “Projeto Flórida”
  • Christopher Plummer – “Todo o Dinheiro do Mundo”
  • Sam Rockwell – “Três Anúncios Para um Crime”
  • Woody Harrelson – “Três Anúncios Para um Crime”
  • Richard Jenkins – “A Forma da Água

Melhor Atriz

Com a vaga cativa de Meryl Streep (merecida, vai), temos quatro atrizes brigando por reconhecimento aqui. Margot Robbie faz um trabalho poderoso e enérgico em “Eu, Tonya”. Saoirse Ronan, novaiorquina de pais irlandeses, consegue com naturalidade interpretar uma garota do interior da Califórnia. Em “A Forma da Água”, Sally Hawkins tem talvez o papel mais expressivo de sua carreira, sem falar uma única palavra. Mas a favorita é Frances McDormand, que concorre ao seu segundo Oscar depois de vencer a categoria por “Fargo” (1996) – cujo tom semelhante com “Três Anúncios Para um Crime” pode ser um bom indício.

  • Meryl Streep – “The Post – A Guerra Secreta”
  • Margot Robbie – “I, Tonya”
  • Saoirse Ronan – “Lady Bird – A Hora de Voar”
  • Sally Hawkins – “A Forma da Água”
  • Frances McDormand – “Três Anúncios Para um Crime”

Melhor Ator

A disputa por melhor ator fica entre a “velha guarda” e a “nova geração”: Gary Oldman x Timotheé Chalamet. Camaleônico como nunca, Oldman é o favorito no confronto, tanto pela experiência em Hollywood, com várias interpretações marcantes, quanto por levar “O Destino de uma Nação” nas costas. Timotheé foi uma das revelações do ano, e mostra imenso potencial para futuras premiações. Surpreendentemente, Daniel Day Lewis não é o mais cotado na categoria, sendo “Trama Fantasma”, de acordo com ele, seu último trabalho como ator.

  • Gary Oldman – “O Destino de Uma Nação”
  • Denzel Washington – “Roman J. Israel, Esq.”
  • Timotheé Chalamet – “Me Chame Pelo Seu Nome”
  • Daniel Kaluuya – “Corra!”
  • Daniel Day Lewis – “Trama Fantasma

Melhor Roteiro Adaptado

Numa categoria com competidores bem distintos, Aaron Sorkin é a figurinha repetida e esse ano concorre pelo filme onde fez sua estreia como diretor, “A Grande Jogada”. Fazendo a alegria dos fãs de quadrinhos, o adeus de “Logan” felizmente foi reconhecido com uma indicação, mas não tem muitas chances. Certamente quem já está subindo no palco para buscar seu prêmio é James Ivory, por sua adaptação sublime e contemplativa de um romance de verão em “Me Chame Pelo Seu Nome”.

  • A Grande Jogada”
  • Mudbound – Lágrimas sobre o Mississipi”
  • Artista do Desastre”
  • Me Chame Pelo Seu Nome”
  • Logan”

Melhor Roteiro Original

Apesar de Jordan Peele e Greta Gerwig não terem muitas chances na categoria de Melhor Diretor, seus roteiros tem grande chance de serem premiados. Trazendo uma crítica social com reflexões sobre o racismo no filme mais desafiador e insano dentre os concorrentes,  é “Corra!” quem vem com maior força aqui. Contudo, o peso dos maiores concorrentes a Melhor Filme, “Três Anúncios Para um Crime” e “A Forma da Água”, não deve ser subestimado e pode virar o jogo.

  • Corra!”
  • A Forma da Água”
  • Três Anúncios Para um Crime”
  • Doentes de Amor”
  • Lady Bird – A Hora de Voar”

Melhor Direção

Se Trump quer botá-los para fora, os mexicanos estão com tudo na Academia. O favorito unânime da categoria é Guillermo del Toro, por sua suntuosa fantasia romântica de “A Forma da Água”. Com a vitória, ele acumularia o quarto prêmio de direção do México nos últimos seis anos. Quem misteriosamente perdeu força ao longo da temporada foi Christopher Nolan, pelo meticuloso épico de guerra “Dunkirk”.

  • Paul Thomas Anderson – “Trama Fantasma”
  • Guillermo del Toro – “A Forma da Água”  
  • Christopher Nolan – “Dunkirk
  • Greta Gerwig – “Lady Bird – A Hora de Voar
  • Jordan Peele – “Corra!”

Melhor Filme

Chegamos então ao principal prêmio do Oscar. Dos nove indicados, a disputa parece estar entre duas produções que vem dividindo os prêmios até agora. “Três Anúncios Para um Crime” levou Melhor Filme – Drama no Globo de Ouro e “A Forma da Água” levou o Critic’s Choice e o Producers Guild Awards, um forte indicador de Melhor Filme no Oscar. Pelo contexto político-social, o filme de Martin McDonagh assume a dianteira, mas a disputa é acirrada. Ironicamente, “Corra!” corre por fora.

  • “A Forma da Água”
  • “Três Anúncios Para um Crime”

  • “Me Chame Pelo Seu Nome”

  • “O Destino de Uma Nação”

  • “Lady Bird – A Hora de Voar”

  • “Trama Fantasma”

  • “Dunkirk”

  • “The Post – A Guerra Secreta”

  • “Corra!”