Futuro das franquias da Fox na Disney

09/04/2019 - POSTADO POR and EM Filmes E Séries
Post thumbnail

Com a recente compra da 20th Century Fox pela Disney, vários títulos já conhecidos e consagrados pelo público passam a ser do mesmo estúdio de Mickey e sua turma. Separamos aqui os nossos favoritos e apresentamos as nossas perspectivas de como esses títulos podem ser desenvolvidos pela companhia.

Guerra de Pandora na Disney

O premiado “Avatar” também é um dos títulos que passa para domínio da Disney e chega com muito potencial para se tornar uma das primeiras franquia a ser continuada. Isso porque a produção já tem uma fanbase fiel e robustez com a academia, uma vez que garantiu nove indicações no Oscar e conquistou três prêmios com o título original.

Além disso, Avatar traz mais uma princesa para a reunião do Sr. Walt. Neytiri, a coprotagonista da raça Na’vi e princesa do clã Omaticaya. Na história da Ficção, que se passa em 2154, vive-se um conflito na lua Pandora. Humanos e a espécie nativa da Lua entram em guerra pelos recursos do planeta a qual ela orbita. Para ter contato direto com os Na’vi, os humanos criam representações híbridas por meio de engenharia genética, os avatares.

O longa ainda é uma das bilheterias de maior sucesso da história do cinema e icônico também por ter sido o primeiro filmado com tecnologia de visualização 3D como conhecemos hoje, com lentes polarizadas. Após o escandaloso sucesso, duas sequências foram anunciadas, mas nunca chegaram a ser desenvolvidas. Agora, o título cai nas mãos da Disney que tem a grande oportunidade de mostrar que sabe fazer ficção científica além de Tron.

Princesa Russa em nossos corações

A princesa Anastasia, por mais que não fosse da Disney, sempre era confundida como já sendo da companhia. Mas agora a história pertence de fato à produtora e Anastasia entra, finalmente, para o hall de princesas nos castelos do Magic Kingdom – assim esperamos nos parques.

O conto, que estreou em 1997, é baseado em uma lenda urbana russa, a de que  Anastásia Romanov, herdeira da família da última dinastia imperial do País, teria escapado ao massacre que matou a maior parte de sua família. Com fundo político e base histórica, o título é ideal para a Disney que vem apostando, em seus últimos filmes, em inclusão, diversidade e empoderamento por parte das protagonistas.

A 20th Century Fox já havia divulgado, no início de 2019, a produção de um live-action com a princesa russa, e no início de março, alguns atores e atrizes do elenco já haviam, inclusive, sido divulgados, bem como parte do enredo: a pequena Anastasia viajaria no tempo, de 1917 para 1988 e a história se passaria nos Estados Unidos. Com a recente compra da Fox pela Disney, fica a dúvida se a companhia irá dar continuidade ao que já foi iniciado ou novos projetos virão.

Alien: a Oitava Rainha Disney   

A alienígena do sangue de ácido é agora uma rainha da Disney! Os filmes da saga Alien fizeram história nos gêneros de Terror e Sci-fi desde o seu primeiro lançamento com “Alien, o Oitavo Passageiro” em 1979. O filme acompanha uma nave espacial que durante o seu retorno para Terra recebe estranhos sinais vindos de um planetoide. Enquanto a equipe investiga o local, um dos tripulantes é atacado por um parasita desconhecido.

A franquia fez o seu retorno com “Prometheus” (2012), onde tentou explicar as origens do monstro, porém tanto o longa de 2012 quanto a sua sequência, “Alien – Covenant” (2017), não fizeram sucesso entre os fãs da saga. Além de mais duas sequências que estavam programadas para a saga Prometheus, James Cameron, que dirigiu “Alien – O resgate” (1986), comentou ter interesse em retornar a trabalhar com a série com um projeto de Neill Blomkamp.

Apesar da Disney não investir na produção de filmes com violência, a casa do Mickey Mouse está com uma missão em usar nostalgia com os seus remakes de filmes clássicos, ou seja, podemos rever a história do filme de 1979 futuramente. Também podemos ver novas histórias na plataforma “Disney +” onde a empresa poderia ter um “risco” menor.

Nossa família amarela preferida

A série animada mais duradoura da TV americana, “Os Simpsons”, está em exibição desde 1989. A família amarela está em sua 30ª temporada e havia sido renovada ainda esse ano para mais duas temporadas. Porém com compra da Fox pela Disney, o futuro da animação está incerto, sendo uma possibilidade de que a empresa passe a investir mais na marca “Simpsons” do que em criar novos episódios.

Nas últimas temporadas, se não fosse através da venda de DVDs, reprises e direitos de exibição internacional, a Fox teria perdido dinheiro com a animação. Desta forma, é um ótimo motivo não para descontinuar um produto em que não iria ter lucro. Porém, a empresa do Sr. Walt pode utilizar de seu novo serviço, “Disney +”, para não só trazer todas as temporadas anteriores como também novas temporadas e assim ter uma carta a mais contra a concorrência.