Frozen 2: a magia da natureza

27/11/2019 - POSTADO POR EM Filmes

Estreando no Brasil apenas em janeiro de 2020, “Frozen 2” promete ser um sucesso e nós confirmamos isso! A nova produção da Disney promete encantar pessoas de todas as idades e nem precisou cantar “Let it go” pra conseguir isso. Acompanhe nossa matéria para saber o que achamos do filme!

Atenção! Este texto pode conter pequenos spoilers do enredo.

Ponto de partida

Assim como em “Frozen – Uma Aventura Congelante”, a história começa contando uma história do passado. Desta vez, conhecemos mais sobre os pais das princesas, que contam a lenda de uma floresta encantada próxima a seu reino. Já no presente, Anna e Elsa vivem em uma Arendelle feliz, produtiva e livre; até o momento em que a rainha ouve uma voz cantarolar – e isso a perturba. Há ainda a questão de que Elsa não se sente pertencente ao reino e teme estragar tudo. 

As irmãs partem em uma viagem em busca pela floresta encantada da história de seu pai, depois que uma manifestação da natureza expulsa todos os moradores de Arendelle. Uma voz parece chamar Elsa e ela sente que ir atrás disso é o seu destino. Há um grande desequilíbrio que precisa ser consertado. A partir de então, Olaf, Sven e Kristoff se juntam à aventura. 

Na floresta, encontram pessoas do passado de Arendel e, também, respostas sobre a origem da magia de Elsa. As irmãs, então, seguem sozinhas, para encontrar a verdade sobre a magia, seus pais e o desequilíbrio da natureza. 

Nem amor verdadeiro nem ato de amor. Desta vez, a solução para a tragédia do filme encontra-se na preservação do meio ambiente. Os espíritos da floresta – água, ar, terra e fogo, dão poder a muitas pessoas, mas exigem que eles sejam tratados com respeito em troca.

Foto: Divulgação

Personagens e música

É perceptível, e faz parte da história, como cada personagem mudou. Olaf, que aprendeu a ler e está começando a entender como o mundo funciona, comenta essa questão. Que o tempo passa, todos mudam, mas algumas coisas são para sempre, como o amor. 

Anna está mais firme, consciente e valente. Elsa é uma líder e, apesar de cuidar sempre da irmã, sabe reconhecer quando precisa de ajuda. Kristoff, agora, conhece um pouco mais sobre o amor e está prestes a tomar uma grande decisão. 

Como em todo bom filme infantil da Disney, você pode esperar pelos números musicais. Desta vez, Kristoff finalmente tem seu momento ao sol e canta uma linda canção de amor. Anna, Elsa e Olaf também dão uma palhinha. Não há um “novo” Let it Go, mas isso não é uma grande questão, você vai terminar de assistir tão encantado que nem vai notar isso. 

Foto: Divulgação

“Emergências climáticas”, a palavra do ano para 2020

Ao mesmo tempo em que o mundo vê Greta Thunberg, uma adolescente sueca ativista do meio ambiente, como uma das jovens mais influentes do mundo, a Disney aproveitou o gancho para falar do que, aparentemente, ela espera dos adultos do futuro: que sejam conscientes sobre seu papel no planeta e cuidem do meio ambiente. 

“Frozen 2” espalha uma mensagem de amor e de que a natureza necessita viver em equilíbrio, ou, então, não haverá felicidade. 

Foto: Divulgação

Veredito

A continuação do imenso sucesso alcançou grandes patamares e ficamos muito felizes com isso. Mais ainda por saber que não haverá uma continuação (isso ficará bem claro quando você já tiver assistido), uma história do Olaf, de Kristoff, talvez, mas “Frozen 3”, não. E não tenha pressa de sair da sala, o filme tem uma cena pós-créditos que vale a pena conferir!

A Disney soube deixar de lado a sua fórmula batida de “amor à primeira vista” e implantar uma ideia de cuidado com a natureza, e esperamos que isto contribua para uma geração de adolescentes e adultos mais conscientes.

Pontos positivos

  • Músicas gostosas de ouvir e cantar junto
  • Roteiro de filme infantil, mas que não entedia uma pessoa adulta
  • Objetividade na conclusão das histórias
  • Uma cena pós-créditos bastante engraçada

Pontos negativos

  • Nenhum

Nota: 10