Doctor Who: Resoluções de Ano Novo

08/01/2019 - POSTADO POR EM Séries
Post thumbnail

Ao final de toda temporada de Doctor Who, os fãs da série ficam na expectativa para o episódio especial de Natal. Dessa vez, quebrando a tradição, foi anunciado que não teríamos tal episódio, pois, de acordo com o showrunner Chris Chibnall, esgotaram-se as ideias para histórias relacionadas ao Natal. Com essa justificativa, divulgou-se pouco tempo depois, para a alegria de quem acompanha a série, que haveria sim um episódio especial, mas que aconteceria no Ano Novo.

Finalmente 2019 chegou e o episódio especial, chamado “Resolution” (Resolução), aconteceu! A gente assistiu e vai contar o que achou dessa aventura que abriu o Ano Novo com chave de TARDIS. (perceberam o trocadilho? hehehe)

P.S: Antes de qualquer coisa, precisamos mencionar o cachecol incrível que a Doutora usa no episódio e claramente faz lembrança ao 4° Doutor (Tom Baker), que também usava esse acessório.

Who Year’s Day

O showrunner Chris Chibnall havia afirmado que não traria velhos conhecidos para a primeira temporada de Jodie Whittaker como a Doutora porém, o episódio especial não seguiu tal regra. No trailer divulgado, a Doutora descobre que vai encarar a criatura mais perigosa do universo. Quem conhece a série já se dá conta de quem ela estava falando: a raça alienígena conhecida como Dalek. Isso é confirmado por um teaser lançado posteriormente, onde ouvimos a voz do famoso vilão.

A narrativa se passa em Sheffield, quando arqueólogos, que trabalhavam no primeiro dia do ano, acabam encontrando e reanimando, sem querer, um Dalek que estava adormecido desde o século IX. De volta a ação ele vai tentar conquistar a Terra novamente. A Doutora, que estava dando uma volta no universo com seus companheiros, recebe um alerta programado por ela mesma e volta pra acabar com os planos do inimigo enquanto tenta manter todos a salvo.

EX-TER-MIN-ATE!

A aventura nos traz um antigo inimigo de volta, mas um pouco diferente de tudo que já foi apresentado anteriormente na série. Esse Dalek é mais parecido com uma lula gigante mutante, o que o torna ainda mais amedrontador, além de habilidades ainda não vistas, deixando o desenrolar da história ainda mais interessante.

Demora bastante tempo para que o público veja o Dalek propriamente dito, dentro da sua carcaça de metal,  que ele mesmo reconstruiu, assim como a Doutora fez com sua chave de fenda sônica. E, pra falar a verdade, quando finalmente acontece, você pode achar um pouco esquisito. A parte superior do seu “corpo” é mais estreita que a inferior, como se estivesse usando um espartilho.

Além disso, trocaram o “desentupidor de pias” da extremidade de um dos seus braços por garras de metal, mas mantendo o mesmo formato oval. Particularmente, isso pareceu bem mais interessante para um ser que é considerado tão perigoso. Dentre todos os visuais já apresentados no decorrer da série, esse é o que teve mudanças mais significativas.

Identifique-se! Quem é você?

Nada mais “Doctor Who” do que ver um Doutor frente a frente com seu maior nêmesis, um Dalek. Esse foi com certeza um dos pontos mais altos do episódio e um dos mais esperados, pois seria a primeira vez que um Dalek encontraria essa regeneração do Senhor do Tempo, que agora é uma mulher. E o que esperar desse momento? O de sempre: uma conversa bem séria até o vilão se dar conta de quem está na sua frente e tudo acabar em muitos gritos de “exterminar” e tiro pra todo lado!

Se mesmo depois de uma temporada inteira você ainda não está convencido de que Jodie é uma Doutora de verdade,esse é o momento! Essa cena é mais uma oportunidade que a atriz teve para mostrar que encarna perfeitamente o papel da Senhora do Tempo e, obviamente, obtém o total êxito na sua atuação. Que mulher!

Veredito

“Resolution” não acontece no Ano Novo à toa: o roteiro não se atém apenas ao conflito causado pelo Dalek ressuscitado, que busca tomar conta da Terra mais uma vez. Chibnall nos apresenta um enredo que se amarra à narrativa principal contando sobre mais uma camada da vida pessoal de Ryan. Essa trama secundária trata de recomeços e oportunidades reforçando laços, como o próprio nome do episódio remete às resoluções que fazemos quando um novo ano se inicia.

Por um lado, temos momentos empolgantes como uma referência a uma certa organização conhecida em temporadas anteriores, que vai deixar todo mundo com gostinho de quero mais. Por outro, há uma cena que dá aquela bola fora, forçando uma tentativa de alívio cômico com uma piada aleatória, previsível e desnecessária digna de “Zorra Total”.

Também sentimos falta de um elemento muito forte que prepara e envolve o espectador, como uma sessão de hipnose, para entrar no universo de Doctor Who: sim, a famigerada abertura! Assim como no episódio de estreia, ela não deu as caras no especial. Poxa, Chris!

Futuro de Doctor Who

Depois do Especial de Ano Novo, a série entrou em hiato e Jodie Whittaker está confirmada para reprisar o papel como Doutora só em 2020. A previsão de lançamento da 12° temporada é para o começo do ano. No último hiato, que aconteceu em 2017, não ficamos totalmente órfãos pois foi lançado o spin-off “Class”, que só teve uma temporada. Será que teremos alguma coisa para o ano de 2019? Esperamos muito que sim, pois vai ser um longo ano. O que vocês acham?

EXTRA

Para não dizer que o Natal de “Doctor Who” passou totalmente em branco, a BBC liberou esse curta em forma de poema perto da data festiva, com a Doutora e o Papai Noel.