Demolidor: De volta às origens

26/10/2018 - POSTADO POR EM Séries
Post thumbnail

Quase dois anos e meio após o lançamento da segunda temporada de Demolidor (2015-Atual), finalmente chegou nesse mês de outubro a tão esperada nova leva de episódios à Netflix. Já conferimos tudo e vamos contar nossas impressões. Vem sem medo!

Sinopse

Bastante ferido, Matt Murdock (Charlie Cox) procura a paróquia/orfanato onde cresceu para se recuperar escondido. Enquanto isso, Wilson Fisk (Vincent D’Onofrio) sofre um ataque na prisão onde está há cerca de dois anos. Após esse incidente, Fisk e o FBI acertam um acordo de delação que o deixaria em prisão domiciliar.

Revoltados com a saída de Wilson, Karen Page (Deborah Ann Woll) e Franklin “Foggy” Nelson (Elden Henson) lutam contra o pilantra de maneiras diferentes: enquanto Page investiga e tenta expor o figurão nos artigos que escreve para o jornal onde trabalha, Nelson busca apoio na política.

Imagem: Divulgação

Dois vilões perigosos

Durante a primeira temporada, Wilson Fisk foi apresentado, junto com seu passado e suas fraquezas, e ficamos sabendo de onde vinha toda sua fortuna. Nessa terceira parte, vemos Fisk se tornar um dos maiores vilões das histórias do “Homem sem Medo”: o Rei do Crime. A sua capacidade de manipular é gigantesca, e é a partir dela que ele consegue transformar alguém “comum” em um criminoso.

Wilson, ao saber que Hell’s Kitchen está contra ele, influencia um agente do FBI para assumir uma identidade falsa do Demolidor e cometer crimes, tirando do foco da mídia sua vida obscura e colocando a sociedade contra o herói.

É nesse momento que a série se aproxima dos quadrinhos, em especial do grande arco “A Queda de Murdock”, sendo apenas uma adaptação, e não a cópia perfeita.

Imagem: Divulgação

Veredito

Com o marketing bastante eficaz antes do relançamento da série, a Netflix conseguiu desenvolver um clima de expectativa que inseriu ou pelo menos chamou atenção de quem não conhecia o título, deixando-lhes curiosos.

Diferente da primeira, onde era necessário focar na apresentação dos personagens, e da segunda, que teve dois novos grandes coadjuvantes inseridos, o Justiceiro e Elektra, essa temporada teve mais tempo para se aprofundar na trama do elenco principal, em especial desvendando o passado de Matt Murdock.

Os enquadramentos de cena colaboram bastante na construção de uma atmosfera ideal para a história e o envolvimento do espectador. O elenco também ajudou, e muito, para a ótima avaliação do IMDb que os episódios desta temporada receberam. Essa ainda não é a adaptação perfeita, mas mostra que não é preciso ser completamente fiel à obra original para manter o selo de qualidade. Sem dúvidas, é a temporada que trouxe maior surpresa e mais me conquistou.

Imagem: Divulgação