Confira as sagas mais empolgantes de Boku No Hero Academia

19/01/2018 - POSTADO POR EM Animes / Mangás
Post thumbnail

Que “Boku no Hero Academia”, de Horikoshi Kohei, é o mangá shonen (voltado para garotos entre 12 e 18 anos) de maior sucesso atualmente, todo mundo já percebe. Agora, o que será que ele tem de tão especial? O Roteiro Nerd fez aqui um resumão das melhores sagas do mangá e do anime, então chega mais!

Saga “Treino de Batalha”

Esta saga é a “Batalha do Exame Chunin” de “Boku no Hero”, haha. Basicamente duplas de aprendizes de heróis travam lutas contra outros pares (nomeados de “vilões” apenas para a simulação). É nesse primeiro desafio que o personagem principal, Izuku Midoriya, luta contra seu conhecido de infância (eles não são amigos, não adianta forçar essa barra), o execrável Katsuki Bakugou, formando par com o protagonista, Uraraka Ochako e, com o oponente, Lida Tenya. No mundo do mangá/anime, 80% da população possui algum tipo de peculiaridade (um poder especial), e nessa batalha tanto o time dos “heróis” quanto o dos “vilões” poderia usar o total potencial de suas habilidades – e isso resulta, claro, em uma situação desesperadora.

Se Midoriya é um rapaz inteligente e bondoso, Bakugou é impulsivo e arrogante. Suas personalidades são como água e óleo e, num ambiente onde a estratégia impera, o explosivo estudante decide literalmente usar seu poder de fogo total contra Izuku! Essa saga é interessante por mostrar a determinação com a qual “Deku” (nome de Herói do personagem principal) avança em direção ao seu sonho, impedindo que sentimentos do passado (como a admiração por seu conhecido) o impeçam de seguir adiante.

Foto: Divulgação

Saga do “Assassino de Heróis”

Achou que iria ter Garou aqui? Achou errado! O Assassino dessa saga é “Stain”, um habilidoso vilão que consegue paralisar seus oponentes. Uma grande batalha contando com Deku, Lida e Shoto Todoroki (o garoto mais habilidoso da Academia de Heróis) contra Stain acaba por ser o gatilho para uma série de eventos grandiosos (como a consolidação da “Liga dos Vilões”, organização que se opõe ao valores da sociedade baseada em heróis).

Não apenas existe uma batalha física, como ideológica: se um lado acredita definitivamente no modo como as coisas estão estruturadas no mundo, do outro, existe uma forte oposição à ordem institucional. Stain acredita que as convicções dos heróis estão deturpadas e que o que um dia servia ao bem, hoje serve à hipocrisia e à manutenção de um Estado de Medo. Sem dúvidas é uma saga bastante importante e, como todo o resto da obra, muito bem escrita!

Foto: Divulgação

Saga da “Viagem Escolar”

É aqui que as coisas começam a ficar um pouco mais complicadas. Numa viagem de campo, os alunos da classe de Izuku acabam por ser atacados pela Liga dos Vilões. Num primeiro momento, pode-se pensar até que por serem crianças os antagonistas irão relaxar, mas todos seguem uma única diretiva: atacar os alunos com toda a força!

Diversos vilões e heróis são apresentados nessa saga e ela é bastante impactante, mostrando que tanto o bem quanto o mal podem ser extremamente organizados (ou falhos). O que aparentemente é um ato de caos, em realidade esconde um significado mais profundo – a ideia é sequestrar um dos aprendizes e levá-lo a integrar a Liga dos Vilões, mostrando assim como é tênue a linha que separa os “mocinhos” dos “bandidos”.

Foto: Divulgação

Saga do “Estágio”

Por último, mas não menos importante, acabamos de acompanhar um dos arcos mais emocionantes de “Boku No Hero Academia”! Tivemos resgates, heróis mortos (ou perdendo seus poderes), Yakuzas, Liga dos Vilões, tudo isso num ritmo aceleradíssimo. Agora que o universo da obra já foi sedimentado, Horikoshi Kohei aprofunda temas, elabora personagens e amplia a “mitologia” de sua obra.

O enredo gira em torno de uma investida contra Chisaki, um vilão da máfia que mantém uma garota “misteriosa” como refém. Ele também está por trás do fornecimento de drogas que elevam as capacidades das peculiaridades e de balas que eliminam as habilidades de heróis. Em conjunto com profissionais no combate ao crime (e a polícia), os estagiários invadem uma edificação recheada de super-mafiosos! É claro que Midoriya está no centro desta investigação e, após diversos amigos se sacrificarem, ele consegue desafiar face-a-face Chisaki e resgatar a garota, que se chama Eri e tem o poder de “rebobinar” qualquer coisa (basicamente ele te transforma num amontoado de células, se quiser)!

Após essa saga, toda a garotada da UA amadurece (bem, nem todos…) e o que podemos esperar para o futuro de “Boku No Hero Academia” é algo ainda mais épico e surpreendente.

Foto: Divulgação