Cobra Kai: O retorno do “Karate Kid”

02/06/2018 - POSTADO POR EM Séries
Post thumbnail

O longa “The Karate Kid” tornou-se um grande sucesso em 1984 principalmente por causa dos personagens principais, Daniel LaRusso (Ralph Macchio) e Sr. Miyagi (Pat Morita). Envolvidos com a arte marcial japonesa, o aluno e seu mentor seguiam na disputa pelo campeonato onde o jovem enfrentaria seu grande rival Johnny Lawrence (William Zabka).

Eis que 34 anos depois o serviço de streaming YouTube Red disponibiliza no seu catálogo a série “Cobra Kai”, mostrando o ponto de vista de… Johnny Lawrence. Sim, o adversário de Daniel no primeiro filme. Agora adulto, ele se vê em uma vida bastante difícil e com muitas despesas, quando decide reabrir o dojo de karatê do Cobra Kai para tentar se redimir. O problema é que isso acaba reiniciando a rivalidade entre Johnny e Daniel, que agora possui uma família.

De volta à forma

A série, que conta com dez episódios entre vinte e trinta e seis minutos, consegue com sucesso restabelecer o clima de aventura, filosofia, comédia e até mesmo um drama que já constava no filme de 84. Pela duração ser mais curta, é bem melhor de se acompanhar a trajetória de Johnny em busca de sua redenção e deixar para trás os problemas que seu antigo sensei acabou causando para o Cobra Kai. E não é apenas isso. Daniel LaRusso é um sujeito bem sucedido, o que acaba deixando Lawrence com raiva toda vez que seu antigo oponente aparece na televisão ou em outdoors.

Os dois atores (Ralph e William) mandam bem após os anos passados e comprovam que ainda dão conta do recado, mesmo nas cenas que não envolvem lutas. Já o elenco secundário (a família de Daniel, o filho do Johnny e seu novo aluno) complementa o desenvolvimento da trama, que acaba trazendo situações similares ao filme clássico, mas de uma maneira diferente. Os produtores da série queriam justamente que o espectador se emocionasse e torcesse, relembrando os sentimentos do primeiro filme.

Foto: Divulgação

Dualidades

O personagem central interpretado por William Zabka possui uma história tão cativante e seus motivos para reabrir o Cobra Kai são tão compreensíveis que o espectador acaba entendendo o seu lado e acaba torcendo para ele. Já as atitudes iniciais de LaRusso podem transformar a sua imagem de mocinho para uma espécie de “vilão”, mas suas justificativas também são compráveis. E é aí que as coisas começam a ficar interessantes.

Miguel Diaz, o aprendiz de Johnny, é interpretado por Xolo Maridueña – que não faz feio, mas também não detém o carisma e inocência que LaRusso tinha antigamente. Entretanto, o personagem possui um arco interessantíssimo que se estende pela série e acaba culminando no final mais surpreendente desde o longa original. Um outro ponto curioso do seriado é a forma como ele mostra certos acontecimentos através de pontos de vistas diferentes. Flashbacks dos filmes são utilizados nos momentos certos, sem ficar enjoativo e sem cansar demais o público.

Foto: Divulgação

Veredito

“Cobra Kai” é uma série capaz de surpreender os fãs da franquia, por mais temerosos que estejam, e ainda de quebra consegue abraçar uma nova geração sem nenhum problema. Não é uma produção imperdível, mas que com certeza pode ser muito bem apreciada.

Foto: Divulgação