Big Mouth: alguns motivos para assistir a série!

29/10/2018 - POSTADO POR EM Séries
Post thumbnail

Animações para adultos na Neftlix? Sim, isso mesmo. O serviço de streaming vem apostando nesse nicho e acertou em cheio quando resolver lançar Big Mouth, uma série sobre a puberdade e como ela atinge meninos e meninas. MUITOS dos momentos retratados foram vividos por mim e por você, e é bastante “esclarecedor” pensar neles depois de algum tempo.

Por isso, separamos alguns motivos e curiosidades para você embarcar nesse universo repleto de humor, sexualidade e azaração. Ah.. aproveita que só tem duas temporadas!

Adolescentes e seus dramas!

Os personagens principais, Andrew, Nick e Jessi, estudam juntos e são melhores amigos. Se tratam como iguais até que Andrew recebe a visita do Monstro dos Hormônios, um ser laranja e peludo que sabe tudo sobre ereção, pênis e as mudanças no corpo de um jovem rapaz. Ele faz Andrew ter muita libido e isso gera consequências engraçadas para o público, mas tristes para Andrew.

Jessi também recebe a visita da Monstra dos Hormônios e, assim, é apresentada à sua vagina, mudanças de humor repentinas e à temida menstruação. Jessi entende que, agora que é vista como “parceira sexual”, não vai conseguir se relacionar com os meninos da mesma forma. Quem nunca sentiu isso no início da adolescência?

Já Nick não tem sinais da vinda da puberdade e se sente deixado de lado pelo Monstro dos Hormônios. Não tem pelos no corpo, é pequeno e seu pênis ainda é de criança. Ele pede conselhos a um fantasma que mora em seu sótão e isso dá luz a algumas canções e piadinhas divertidas. Não sei como isso ficou na dublagem, porque vi legendado, então, se você preferir dublado, pode voltar aqui e falar se gostou? (#Marília)

Divulgação

Muitos tabus para uma série só

Primeiro amor, beijos, pornô e masturbação parecem nortear a vida de todos os personagens na série. Andrew e Missi (outra personagem, mas com menos destaque) são um casal fofinho de nerds, mas que não entendem como essa coisa de “amor” funciona, e acabam cometendo alguns erros. Basicamente, todas as questões novas da vida de um adolescente são descobertas envolvendo uma ereção, menstruação ou aulas de educação sexual.

Divulgação

Segunda temporada é ainda melhor!

Lançada em outubro, a segunda temporada trouxe novos personagens, menos músicas e novos assuntos, vemos um Nick em plena puberdade, finalmente! Seu Monstro aparece e ele começa a lidar com as mudanças e busca a tão sonhada primeira ejaculação. De brinde, podemos ver como é o mundo dos Monstros!

Divulgação

Missi aparece como uma personagem mais interessante e vemos como lida com o surgimento dos hormônios e as mudanças em seu corpo. Nesse ponto, a série parece fazer a inclusão que tanto pedimos, mostrando o ponto de vista de uma garota negra e impopular durante seu desenvolvimento hormonal. Criada em uma família liberal e meio hippie, Missi parece ter mais liberdade para viver suas excitações em casa, mas será que o mundo lá fora vai ser tão compreensível quantos seus pais?  

Também temos novos namoros e mudanças corporais aparecem, por isso, a segunda temporada parece ser mais curta que a primeira. Fiquei ligeiramente desesperada por uma terceira (#Marília).

Vale a pena?

SIM! Essa é uma animação para gente grande que DEFINITIVAMENTE vale a pena! Você vai se sentir contemplado, rir bastante e torcer pelos personagens. É uma daquelas séries que você devora sem nem sentir. Vai acabar rapidinho (vi a segunda em dois dias sem nem perceber).

Divulgação